Você tem vivido situações que você percebe que sempre retornam? Então aperte o cinto que a viagem é de retorno ao passado.

Você é do tipo que, quando está prestes a conseguir algo, vai lá e atrapalha tudo?

Você tem vivido situações que você percebe que sempre retornam? Você muda de lugar, amizades, amores… E quando se dá conta, lá está você novamente vivendo a mesma situação em cenário diferente. De novo??!!! De novo. De novo, e de novo!!! Parece redundante, mas é mesmo. É sempre o mesmo dilema. E quando a pessoa que sofre não tem a consciência de que ela é quem atrai essas situações, a saga continua. Então aperte o cinto que a viagem é de retorno ao passado. E “bota” passado nisso! Talvez uma existência passada? Bem, seja qual ela for traduzindo: a roupa é diferente, porém o comportamento é o mesmo.

Você tem MEDO de lidar com o MEDO?

Há pessoas que preferem fugir de várias situações pelo medo do desconhecido. Elas acreditam fielmente que lá estará o alvo dos seus infortúnios, crente que tudo será exatamente como elas imaginam. Vão tecendo narrativas internas aumentando de tamanho os seus monstros criados em sua mente. É claro que parcimônia e cautela são muito importantes na dosagem de suas ações. Assim, tem pessoas que chegam a ter medo de lidar com o próprio medo, gerando muitas autossabotagem, comportamento de transtorno, medo da perda, ciúmes, a ponto de querer controlar todas as situações.

É claro que algumas situações precisam de fato de um certo controle, pois são situações verdadeiras e que requeiram prudência, por haver a possibilidade de acontecer, como ter prudência na segurança de sua casa, no trânsito, no seu falar é importante, mas ficar preso nesse enredo cruel que elas estejam imaginando, as levam ao profundo sofrimento. É como se: para elas não sentirem medo, passam a focar suas atenções em tudo de ruim que possa acontecer e começam a entrar numa excessiva cautela, esperando que a qualquer momento esse pior aconteça. E quando acontece elas dizem: não disse!!! E as que não acontecem elas sentem que só não aconteceram por sua prevenção.

E assim, passam a vida colocando camadas e camadas de proteção em suas vidas a ponto de torná-la quase que inacessível às pessoas e de repente até às que convivem com ela. Se prevenir de algumas situações é importante. O perigo disso é ficar constantemente em estado de alerta. A ponto de a pessoa não descansar nunca, se colocando em verdadeiros episódios de insônia, pesadelos, palpitações, crises de choros, “engolir” todos esses medos e não se abrirem. Falar, escrever, pode ser um bálsamo para a alma, quando uma pessoa está numa situação como essa.

Onde está a bomba na sua vida preste a explodir até não sobrar pedra sobre pedra?

É importante sempre se fazer autoquestionamentos, com intuito de encontrar situações que te deixam refém das situações ou até de você mesmo. Pois, tem situações que vão se repetindo, te angustiando, assolando a tua alma, que parece não ter fim, e suas forças vão se enfraquecendo. E se você não se dá conta disso, ela vai comendo “igual ao cupim”, por fora parece tranquilo, e num momento quando se percebe, está lá o enorme buraco. O estrago já está feito! E tudo nesse ponto, a medida é drástica! Uma pessoa que chega a esse extremo é perigosa, pois uma pessoa que esteja numa situação em que se sinta vulnerável da vida, das situações, das pessoas, nem ela sabe o que pode sair de dentro dela, pois muitas coisas estão acumuladas dentro dela.

Assim, é urgente que se comece a fazer uma limpeza interna. É preciso “mudar desde a raiz, cortar pela raiz” para que “refloresça” uma nova  atitude. E para isso, é preciso entender como você funciona, o que traz certos medos, em que situação eles surgem. Quando não consegue sozinho, é preciso buscar auxílio especializado. 

O mapa astral é um ponto de partida para você se autoconhecer, e a partir dele, você vai buscando na astroterapia, na psicoterapia reencarnacionista, reikiterapia entre outros que sejam necessários para que recobre a paz de espírito. Pois, com a tomada de consciência, e a medida em que se aproprie do seu verdadeiro poder, saindo da condição de humilhação, aprender a confiar mais no processo de transformação, buscar a sabedoria, agir com coragem no lugar do medo, agir com sabedoria em vez da loucura, enfim se tornar a “versão de águia” que enxerga longe os aprendizados que precisa passar, para fortalecer a couraça do seu ser, e impedir que qualquer medo seja paralisante.

Quer saber no seu mapa astral, onde você vive esses medos?

Para conhecer mais sobre o meu trabalho CLIQUE AQUI.

Gostou do conteúdo? Compartilhe.

× Precisa de Ajuda? Chama no Whats!